Acordo vai beneficiar mil famílias capixabas em situação de extrema pobreza

12:08 h

O Governo do Estado, por meio do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão rural (Incaper), e o Ministério da Cidadania assinaram, nesta segunda-feira (10), um Acordo de Cooperação Técnica que vai beneficiar mil famílias capixabas em situação de extrema pobreza. Trata-se do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, que prevê ações de inclusão social e produtiva rural.

“É papel do Estado proteger quem está fora do sistema produtivo, em condição de vulnerabilidade. As pessoas que recebem até meio salário mínimo representam 35% da nossa população. O Acordo de Cooperação Técnica que assinamos aqui permite que mil famílias recebam apoio técnico de uma instituição que tem o respaldo e a credibilidade do Incaper”, afirmou o ministro em exercício, Lelo Coimbra, que assinou o acordo.

Para o governador Renato Casagrande, a qualificação dos trabalhadores rurais é ideal para trilhar o caminho da inovação. “Essa qualificação é fundamental e importante para o desenvolvimento tanto das pessoas quanto de suas regiões. A nossa prioridade é a agricultura familiar e essa parceria mostra nosso desejo em retomar esse caminho. Vamos multiplicar esses recursos fazendo um bom uso deles”, garantiu.

Casagrande destacou ainda a presença do ministro interino e a importância dessa integração do Espírito Santo com o Governo Federal. “É uma parceria fundamental para quem governa. A Assembleia Legislativa tem ajudado apreciando os projetos importantes para o Estado e a Bancada Federal tem ajudado muito na interlocução com o Governo Federal”, afirmou.

O acordo preconiza a oferta de assistência técnica e extensão rural e os recursos financeiros, as tecnologias de acesso à água do Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras ações do Programa Água para Todos, as sementes de qualidade e adaptadas ao território, o crédito, o apoio à organização econômica e o acesso às compras públicas.

Para o secretário de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, a iniciativa é um grande resultado para setores menos favorecidos da agricultura: “O Governo Federal traz fomento para as famílias mais necessitadas do meio rural, auxiliando com um valor considerável, destinando R$ 2,4 mil – pagos em duas parcelas – para mil famílias. Com o apoio do Incaper, esse dinheiro servirá para que essas pessoas possam receber qualificação técnica em alguma atividade agrícola, seja na produção ou no desenvolvimento de novas técnicas, por exemplo”, explicou.

“A assinatura desse acordo é fundamental, pois apesar da agricultura familiar ser a atividade agrícola que mais emprega no campo, ainda existem muitas famílias que vivem na extrema pobreza. Precisamos junto com os Governos Estadual e Federal continuar fomentando a inclusão produtiva rural de agricultores e agricultoras familiares que tanto contribuem para a agricultura capixaba”, disse o diretor presidente do Incaper, Antonio Carlos Machado.

Esta noticia já foi lida80 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *