Ex-funcionário de hamburgueria suspeito de participar de tentativa de latrocínio é preso por policiais civis

O acusado é suspeito de passar informações sobre a rotina do estabelecimento no Bairro Mata da praia em vila velha

A equipe da Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial (DSP) prendeu, no ultimo dua (12) terca-feira, um suspeito de ter envolvimento em uma tentativa de latrocínio. F.A.C.C., de 24 anos, foi encontrado no bairro Itapoã. Ele é investigado por passar informações sobre a rotina de uma hamburgueria para os autores do crime, ocorrido no dia 15 de setembro, no bairro Mata da Praia, em Vila Velha. O detido é ex-funcionário do local.

“No dia crime, o responsável pela hamburgueria estava acompanhado de um funcionário do lado de fora do comércio. Dois suspeitos chegaram armados a bordo de uma bicicleta e exigiram os pertences das vítimas, que foram entregues. Mesmo sem ocorrido alguma reação, os investigados efetuaram disparos de arma de fogo que atingiram o dono do local. Após o crime, os suspeitos fugiram e a vítima foi socorrida”, relatou Gianno Trindade.

O delegado afirmou que as investigações apontam que o detido teria passado informações privilegiadas da rotina do estabelecimento. “De acordo com depoimentos, o suspeito tinha uma relação de ódio com seu patrão e possuía amizade com um dos assaltantes. O investigado também chegou a planejar um possível sequestro da família do dono da hamburgueria”, explicou o responsável pelas investigações.

O titular da DSP explicou que há quatro suspeitos envolvidos no crime, o detido nesta operação e S.C.S., que está foragido. “Ele teria emprestado a arma utilizada no crime”, contou. Além dos dois autores do assalto à hamburgueria, J.T.Q., que já está preso, e um adolescente. “Nós acreditamos que o adolescente tenha efetuado o disparo da arma de fogo no dia do crime. Ele já foi identificado e qualificado nos autos”, afirmou.

F.A.C.C., que responderá por tentativa de latrocínio, foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

Esta noticia já foi lida350 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *