Patrimônio cultural, Frevo é celebrado em Pernambuco

09:22 h

Frevo de rua, frevo de bloco e frevo-canção. Do repertório eclético das bandas de música ao passo de dança, o frevo assume várias faces e se reinventa, ano após ano. Neste sábado (9), o estado de Pernambuco, berço dessa expressão cultural, celebra o Dia do Frevo. A data é comemorada com uma intensa programação, que renova a manifestação artística da cultura pernambucana.

Expressão musical, coreográfica e poética densamente enraizada em Recife e Olinda, o frevo é patrimônio brasileiro registrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cidadania. A manifestação cultural também foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

A força dessa expressão é vivenciada pela recifense Luna Vitrolira, escritora e professora de literatura. Vitrolira entrou em contato com a manifestação cultural no Paço do Frevo, centro de documentação, transmissão, salvaguarda e valorização do frevo, localizado em Recife. Ela foi estagiária da área educativa do espaço e, ali, descobriu facetas da expressão que vão além do ritmo. “Quando eu comecei a adentrar esse universo, eu comecei a entender um pouquinho mais sobre a minha identidade enquanto recifense, enquanto pernambucana”, conta.

“O frevo não é só uma música, não é só uma dança, ele é nossa história, ele é nossa tradição, é nossa memória, além de ser um ritmo. Então, isso traz ancestralidade. Isso conta quem somos nós e onde nós vivemos, onde nós estamos hoje”, completa Luna Vitrolina. O Paço do Frevo, vinculado à Prefeitura de Recife, conta com apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Desde 2015, já foram investidos R$ 11,7 milhões no espaço, via Lei Rouanet, em ações de revitalização e em planos anuais.

A gerente-geral do Paço, Nicole Costa, afirma que o frevo é fundamental não só para a identidade pernambucana, como também para a identidade brasileira. Assim, cabe ao espaço valorizar o patrimônio cultural de forma contínua: “O frevo, ainda hoje, constitui uma expressão fundamental para nossa cultura e, por esse motivo, é cada vez mais relevante que a gente mantenha o frevo evidenciado ao longo de todo o ano”.

Ainda que a expressão seja preservada e celebrada de forma permanente, o Paço do Frevo preparou uma programação especial para a data comemorativa. A ideia é difundir a cultura do frevo e do brincar ao longo de todo o mês de fevereiro, com atrações e ações educativas. Antes de Zé Pereira, no Paço já é Carnaval! é o tema para a realização do ciclo de atividades educativas que vai envolver crianças e públicos de todas as idades em reflexões sobre o patrimônio imaterial. Estão nessa programação a Performance Sentir-Ferver, dos educadores Sibeli Carvalho, Bruno Leon e Rudah Colaço e o lançamento do Percurso Recife, Cidade lendária, que apresenta uma geografia afetiva de Recife construída a partir das letras dos frevos e história das agremiações.

Ainda integra a programação especial, que se estende até março, o programa Frevência –vivências existenciais com o frevo para todas as idades. Com o objetivo de aproximar ainda mais o visitante do frevo, as ações incluem oficinas de confecção de brinquedos, estandartes e vivências com canto e contação de histórias para crianças a partir dos três anos, além de brincadeiras de roda adaptadas para públicos com deficiência visual e/ou baixa visão a partir dos oito anos.

Programação cultural

Neste final de semana, não vão faltar celebrações em Recife, capital pernambucana. No sábado (9), a festa no Paço do Frevo será gratuita e aberta ao público. A programação começa às 15h50, com falas e apresentações de professores e alunos que atuam no Paço (Canto Coral, Frevo Improviso e Vivência), no 3º andar do museu. A partir das 16h30, apresenta-se a Transversal Frevo Orquestra, de César Michiles, filho do frevo recifense.

As comemorações do Dia do Frevo também vão ganhar as ruas. Na Praça do Arsenal, vai ter orquestra de frevo e passistas, a partir das 15h, no sábado. Na Zona Sul, o Caminhão da Malhação vai estacionar no Segundo Jardim, a partir das 7h, no mesmo dia, convidando todo mundo a celebrar o frevo queimando calorias ao som dos clarins de momo.

Em clima de prévia carnavalesca, os próximos passeios do “Olha! Recife” vão levar os participantes para conhecerem e vivenciarem os espaços e histórias do carnaval recifense. O projeto da Prefeitura do Recife promove roteiro de ônibus pelos bairros da Água Fria e Bomba do Hemetério, no próximo sábado. No roteiro, será contada a história dos bairros e serão visitados alguns locais como a Escola de Samba Gigante do Samba e a Troça Abanadores do Arruda.

Já no domingo (10), o tema do Olha! Recife a Pé é “Ruas de Frevo”. Na caminhada, serão percorridas ruas tradicionais da cidade que além de serem palco da folia, são citadas em frevos famosos de Antônio Maria, Capiba, Romero Amorim e outros compositores. As inscrições para os passeios estão abertas por meio do site www.olharecife.com.br.

Serviço

Paço do Frevo
Endereço: Praça do Arsenal da Marinha, Bairro do Recife (Pernambuco)
Informações: 3355-9500

Esta noticia já foi lida25 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *