Secretário Especial da Cultura prestigia Parada de Páscoa em Canela (RS)

09:18 h

O secretário Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires, participa, neste sábado (20), da Parada de Páscoa de Canela, no Rio Grande do Sul. Pires vai assistir aos espetáculos O Coelho de CanelaPalhaçarinas e Saltantes. “A parada é um evento maravilhoso, lindo, que emociona e alegra as pessoas. Além disso, é um importante vetor de desenvolvimento turístico e econômico para a cidade, ao lado de outros eventos, como as temporadas de inverno e natalina. Canela é um ótimo exemplo de como utilizar a cultura para gerar desenvolvimento, empregos e trazer mais cidadania para sua população”, destaca.

O espetáculo começa com a Parada de Páscoa, um dos momentos mais esperados de toda a programação. No percurso da Avenida Felisberto Soares até a Catedral de Pedra, uma trupe de vinte artistas, caracterizados como coelhos, faz a festa das famílias. Tudo ao som da banda de sopros que, durante os 45 minutos da parada, executa o fundo musical do desfile, que também conta com carros alegóricos e personagens que interagem com o público.

Outro ponto alto das comemorações é O Coelho de Canela. A encenação conta a história de um coelhinho que vive na cidade e recebe alguns amigos, que representam animais típicos da serra gaúcha, como o quero-quero, o quati, o tatu, o lagarto e a raposa. Para a história ficar mais divertida, o Coelho e seus amigos aparecem em locais tradicionais da cidade, como o Parque do Caracol, a Catedral de Pedra e o Parque do Palácio, instigando a plateia a conhecer esses pontos turísticos. A peça termina com uma grande festa de Páscoa, cujas músicas foram criadas especialmente para o evento.

Respeitável público

Não falta atração circense durante a Parada. A atração Palhaçarinas usa a linguagem de clown, que reúne várias técnicas de palhaço, para mostrar à plateia a importância e a necessidade de aprender a aceitar e lidar com as diferenças e a conviver em grupo para obter sucesso, tanto para a realização de seus objetivos pessoais, como em grupo.

O Grupo Toll encerra a programação deste sábado, com o miniespetáculo Saltantes, na Estação Campos de Canela. O espetáculo mescla música, dança, acrobacias circenses e figurinos coloridos, que são a marca registrada da trupe circense de Pelotas, para envolver e encantar o espectador. Cordas, malabares, técnicas aéreas e contorcionismo são alguns dos números que fazem parte do espetáculo.

Um dos principais representantes das artes circenses na região Sul do País, o Tholl foi declarado Patrimônio Cultural do Rio Grande do Sul pela Assembleia Legislativa do Estado. Para o secretário Henrique Pires, a cultura circense é um legado precioso que precisa ser mantido e incentivado. “O circo é um lugar de sonho, de magia. É uma tradição que precisa ser mantida, estimulada. E a Secretaria Especial da Cultura incentiva essa arte. Por exemplo, agora mesmo está aberta a seleção de novos alunos para a Escola Nacional de Circo, que é vinculada à Fundação Nacional de Artes, a Funarte. O governo federal investe para que o circo siga encantando as pessoas”, destaca o secretário.

Esta noticia já foi lida25 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *