Secult|ES realiza lançamento coletivo de livros contemplados em Edital de literatura

Dezessete livros de temas como crônicas, infanto-juvenil, contos, poesias, biografias e romance foram lançados juntos em uma noite dedicada à literatura capixaba. O tradicional evento de Lançamento Coletivo de livros premiados nos Editais da Secult aconteceu na última quinta-feira (28), no Salão São Tiago, no Palácio Anchieta, em Vitória, e contou com a presença de amantes da literatura que tiveram a oportunidade de conhecer os autores das obras e levar para casa um exemplar autografado de cada um. Ao todo, foram distribuídos 1700 livros para o público que passou pelo evento.

A diretora da Biblioteca Pública do Espírito Santo (BPES), Ana Maria Silva, abriu a cerimônia com um trecho do texto “O livro” do escritor argentino Jorge Luis Borges: “Dos diversos instrumentos do homem, o mais assombroso, sem dúvida, é o livro. Os demais são extensões de seu corpo. O microscópio, o telescópio, são extensões de sua vista; o telefone é extensão da voz; depois temos o arado e a espada, extensões de seu braço. Mas o livro é outra coisa: o livro é uma extensão da memória e da imaginação”.

Em seguida, uma das autoras que lançou sua obra, Rita Uliana, fez um discurso representando os escritores. Ela falou sobre a importância de um edital de incentivo à literatura, que garanta a publicação e a distribuição gratuita para todo o Estado. “Isso faz com que a obra não se restrinja aos espaços metropolitano ou classes abastadas. A ascensão da minha obra me motivou a escrever uma segunda, uma terceira. Isso só foi possível porque a aprovação da banca me mostrou que era possível. A obra escrita só tem vida se houver leitor”.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, comentou sobre o papel central da cultura na nossa vida, nas transformações sociais e no senso de pertencimento. “Eu acredito na cultura em todas as suas dimensões, simbólica, cidadã e econômica. A Secult enxerga a potência do livro e da leitura como parte desse atalho. Seja no espaço de nossas bibliotecas, seja agora, através do financiamento da produção e difusão dessas obras e colocando em circulação, só nessa leva de editais de literatura, mais de 18 mil exemplares”, afirmou.

Fabricio Noronha ainda explicou sobre a difusão e distribuição das obras. “São mais de 4500 livros distribuídos gratuitamente nas bibliotecas de todos os 78 municípios da Grande Vitória, nas dez bibliotecas dos terminais de ônibus da Grande Vitória e nos dois carros da Biblioteca Móvel, com atuação itinerante por bairros de Vitória.

Após a cerimônia de abertura, foi dada a largada para a noite de autógrafos e a distribuição dos livros para o público presente.

Confira a lista de livros lançados:

EDITAL Nº 007/2018

_Fabíola Mazzini Leone, Rotina dos ossos;

_Marciel da Silva Cordeiro, Caminho para o Texas;

_Getulio Sérgio Souza Pinto, Calor Outro;

_Gabriel Bourguignon Vogas, Golo;

_Fausto Ramos dos Santos, O Padrão dos Dedos;

_Rita Uliana, Trechos de Trilhas: Memórias;

_Jonas Rosa dos Reis, A lenda do lagarto azul;

_Danyel Ferreira Sueth, Depois que o sol se põe;

_Fernanda Broedel, Labirinto Mínimo;

_Neusa Maria Jordem Almança Possatti, Menina Inventada;

_Marília Carreiro Fernandes, Lama.

EDITAL Nº 008/2018

_Cínthia Ferreira de Souza Vogas, O piano e seu conjunto: vida e obra de Hélio Mendes;

_Lívia de Azevedo Silveira Rangel, Lídia Besouchet e Newton Freitas: Intelectuais Fronteiriços (1938-1950);

_Juliano Motta Silva, Lembranças do Rio Marinho: Aspectos de história e memória de um rio capixaba;

_Osvaldo Martins de Oliveira, Projeto político de um território negro: memória, cultura e identidade quilombola em Retiro, Santa Leopoldina;

_Genildo Coelho Hautequestt Filho, Arquitetura urbana do café em Muqui;

_Elda Alvarenga, Professoras primárias: As pioneiras na feminização do magistério capixaba (1845-1920).

Esta noticia já foi lida866 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *