Após ataques em Vitória, bairros da Serra têm toque de recolher

Quem circula a pé pelo bairro, anda apressado e com medo. Moradores relataram ter escutado muitos fogos na região.

(A GAZETA) – A sexta-feira de medo na Capital começa a se estender para outros bairros da Grande Vitória.  Os comerciantes do bairro Hélio Ferraz, e de uma parte de Bairro de Fátima, ambos na Serra, também fecharam as portas no final da manhã desta sexta-feira (14), temendo serem alvo por reações dos criminosos que realizaram um toque de recolher pela manhã, na avenida Leitão da Silva, em Vitória, e em outros bairros da região.

Em Bairro de Fátima, quase todo o comércio está fechado. Apenas uma lotérica e alguns bares estão abertos na tarde desta sexta-feira (14). Quem circula a pé pelo bairro, anda apressado e com medo. Moradores relataram ter escutado muitos fogos na região. 

Ainda segundo moradores, os ônibus ainda circulam normalmente, e também há viaturas da Polícia Militar no local. 

Um açougue localizado na principal rua do bairro, a Avenida José Rato, comunicou aos clientes, via rede social, que fecharia as portas mais cedo por conta da violência.

Esta noticia já foi lida849 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *