Rodovia é interditada para vistoria de radares

ES-164 foi interditada na tarde desta segunda-feira (9) para verificação do Ipem. Os equipamentos da Rodovia do Sol também foram vistoriados.

A rodovia ES-164, que liga Cachoeiro de Itapemirim a Vargem Alta, na região Sul do Espírito Santo, foi interditada, na tarde desta segunda-feira (9), para uma fiscalização do Instituto de Pesos e Medidas do Espírito Santo (Ipem) nos radares da estrada. A Rodovia do Sol, em Guarapari, também teve os radares vistoriados. Até o final do ano, outros 200 passarão por verificação do instituto.

A ação é feita todos os anos para saber se os equipamentos registram a velocidade dos veículos corretamente.

A ES-164 é considerada uma estrada perigosa e muitas mortes já foram registradas no local. Para diminuir os riscos da via, dois radares controlam a velocidade dos veículos.

Radares do ES são vistoriados por Ipem  — Foto: Reprodução/ TV Gazeta Radares do ES são vistoriados por Ipem — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

“A segurança é muito importante, considerando que estamos em uma serra, que é um local de muito perigo. A nossa região trafegam muitos caminhões e realmente, a velocidade tem que ser controlada”, disse a doméstica Fabiana Casemiro.

Verificação

Nesta tarde, a rodovia ES-164 foi interditada para a verificação dos equipamentos. Para isso, o velocímetro dos radares e dos carros de teste deveriam marcar a mesma velocidade.

Além de passar com o carro cinco vezes para medir a velocidade de cada radar, um inspetor subiu no poste para verificar se o lacre colocado no equipamento no ano passado não está violado. Isso comprova que não aconteceu adulteração.

Fiscalização é feita em radares da ES-164 — Foto: Reprodução/ TV Gazeta
“Fazer essa fiscalização aqui para que, dessa forma, o condutor não seja lesado porque o radar não pode passar os 5% de tolerância. Por exemplo, se a velocidade é 100 km/h, ele tem a tolerância de 105 km/h. Se, a partir do momento que o radar estiver com menos aferição, o motorista passou por 105 km/h e lá está constando 98 km/h, automaticamente ele é multado, mas de uma forma errada porque o radar não está aferido”, explicou o diretor presidente do Ipem, Rogério Pinheiro.
Com informações Portal G1.

Esta noticia já foi lida399 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *