Produtores integrados ao Programa de Avicultura do Bandes inauguram granja em Brejetuba

Parceria do Bandes com a agroindústria e os produtores do setor consolida modelo integrado de produção avícola.

Localizado na microrregião sudoeste serrana capixaba, o município de Brejetuba terá a inauguração do 30º galpão de base familiar de produção avícola integrado ao Programa de Avicultura do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). O empreendimento dos sócios Luiz Alberto e Marcos Vinycios Zavarize, pai e filho respectivamente, funcionará no distrito de Alto Rancho D’Antas. A inauguração do empreendimento apoiado pelo banco acontece na próxima terça-feira (23).

O montante aplicado para o incentivo de construção e modernização de novas granjas pelo Programa de Avicultura é da ordem de R$ 18 milhões. A previsão do banco é de ampliar esse número com o atendimento de mais 15 galpões até o fim de 2019 (aproximadamente R$ 12 milhões em financiamento).

O Programa de Avicultura do Bandes tem o objetivo expandir a oferta de frango vivo para o processamento industrial em abatedouros no Espírito Santo e, consequentemente, aumentar a oferta do produto no mercado capixaba. O sistema integrado funciona por meio de uma parceria tríplice entre o próprio banco, a agroindústria local e os produtores do Estado.

Os produtores estão animados com o investimento. “Conhecemos o sistema integrado em 2014 e em 2017 fizemos um projeto de financiamento com o Bandes para construção de duas granjas. Estamos animados com o investimento, pois conversamos com outros produtores e o resultado tem sido positivo”, explica Marcos Vinycios. Os dois galpões financiados pelo Bandes na propriedade dos produtores rurais têm capacidade conjunta de 75,5 mil frangos.

Além de conceder o financiamento, por meio do Programa, o Bandes articula uma parceria com a agroindústria e os produtores do setor para a consolidação de um sistema integrado. Os produtores rurais Luiz Alberto e Marcos Vinycios optaram por investir na avicultura como fonte de renda alternativa à produção cafeeira na propriedade. Marcos Vinycios explica que conheceu o programa por meio da agroindústria Uniaves, responsável pela assistência técnica e aquisição da produção dentro do Programa.

Esta noticia já foi lida371 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *