São Paulo cria polos de desenvolvimento e concede benefícios

16:53 h

O governo do estado de São Paulo anunciou na quinta-feira, 23, a criação de onze polos de desenvolvimento econômico envolvendo pelo menos 14 setores da indústria, entre eles o automotivo (veja lista completa abaixo). Os polos contarão com pacotes de benefícios setoriais, segundo comunicado.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o objetivo é fomentar e incentivar o aumento da produtividade na indústria, atrair investimentos e impulsionar a inovação e a geração de empregos. O plano é reunir na mesma região geográfica políticas para determinado setor produtivo.

Sobre os benefícios, a pasta informa que serão concedidos em torno de seis pilares, mas não detalhou como serão: simplificação tributária e regulatória, financiamento competitivo voltado ao adensamento da cadeia produtiva, tecnologia e inovação, qualificação de mão de obra, infraestrutura e serviços e ambiente de negócios e desburocratização.

“Cursos customizados e adequados às demandas das regiões, por meio das Fatecs e Etecs, instituições sólidas, capacitadas, historicamente”, comentou o governador, João Doria.

Além do automotivo, os polos anunciados contemplam os setores saúde e farma; metal-metalúrgico, máquinas e equipamentos; químico, borracha e plástico; derivados do petróleo e petroquímico; biocombustíveis; alimentos e bebidas; têxtil, vestuário e acessórios; couro e calçados; tecnologia e eco florestal.

“A atuação dos polos é para identificar falhas de mercado e atuar nas falhas de governo”, comentou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen. “Nosso trabalho é alavancar a produtividade e a competitividade do setor privado impulsionando e melhorando as políticas públicas nas regiões onde as cadeias produtivas estão instaladas”, disse.

Os onze polos industriais e que cobrem todas as regiões do estado são:

1. Agritech, Aeroespacial, Serviços Tecnológicos: Campinas, Piracicaba, Ribeirão Preto

2. Alimentos e Bebidas: Marília, Bauru, São Carlos, Barretos, São Paulo e Região Metropolitana, Piracicaba, Campinas

3. Automotivo: Sorocaba, Campinas, Piracicaba, ABC, Alto Tietê, São Paulo e Região Metropolitana, Vale do Paraíba

4. Biocombustíveis: Barretos, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente

5. Couro e Calçados: Franca, Bauru, Araçatuba

6. Derivados de Petróleo e Petroquímico: Baixada Santista, Piracicaba, Bauru, São Paulo, Alto Tietê, Vale do Paraíba

7. Eco Florestal: Vale do Ribeira

8. Metal-metalúrgico, Máquinas e Equipamentos: Ribeirão Preto, Central, Piracicaba, Sorocaba, São Paulo, Alto Tietê, Vale do Paraíba

9. Químico, Borracha e Plástico: Baixada Santista, São Paulo e Região Metropolitana, Campinas, ABC, Alto Tietê, Vale do Paraíba

10. Saúde e Farma: Ribeirão Preto, Campinas, São Paulo e Região Metropolitana, Alto Tietê

11. Têxtil, Vestuário e Acessórios: São Carlos, Itapetininga, Sorocaba, São Paulo e Região Metropolitana, Vale do Paraíba.

Esta noticia já foi lida38 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *