Olimpíada de Língua Portuguesa: escolas se preparam com oficinas em sala de aula

09:20 h

Os professores realizam as oficinas de leitura com apoio da plataforma www.escrevendoofuturo.org.br

A primeira etapa de seleção da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP) só terá início em agosto, mas os estudantes da Rede Estadual já estão se preparando para a disputa, desde o início das inscrições. Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) 27 de Outubro, localizada em São Mateus, e a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Eurico Salles, de Itaguaçu. Ambas realizam oficinas em sala de aula, critério básico de preparação para a disputa.

O professor de Língua Portuguesa da Escola mateense, Luciano Trevizani, disse que conta com a família dos alunos para essa preparação. “A parceria da família com a escola sempre será fundamental para o sucesso da educação de todo indivíduo. Após contatos com as famílias, convidamos pessoas que ajudaram a fundar as comunidades para serem entrevistadas. Para isso, fomos até as casas dessas pessoas”, contou o professor.

A estudante da unidade, Alice Ubaldo Chagas disse que foi uma experiência riquíssima. “Saí de lá como se eu estivesse vivido aquele tempo, senti que preciso valorizar mais a vida e guardarei para sempre no meu coração aquele jeito simples de viver”, disse.

Outra unidade focada na OLP, é a EEEFM Escola Eurico Salles, que está motivando os alunos na produção de texto do gênero Crônica. Os professores da área de Código e Linguagens, especificamente de Língua Portuguesa, organizaram uma palestra com o escritor de crônicas e poemas, José Renato Coan, em mais uma das ações para a Olimpíada.

Oficinas

Os professores realizaram oficinas de leitura e escrita em sala de aula com todos os alunos das turmas participantes via www.escrevendoofuturo.org.br, que consiste em cadernos virtuais de apoio ao trabalho do professor. A coleção propõe uma metodologia de ensino para a produção de textos na perspectiva do trabalho com gêneros textuais. O material também aborda os conteúdos de Língua Portuguesa previstos nos currículos escolares, favorecendo o desenvolvimento de competências de leitura e de escrita.

A Olimpíada

Com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino e aprendizagem da leitura e escrita nas escolas públicas de todo País, por meio de ações de mobilização para a formação de professores de Língua Portuguesa, o Itaú Social criou em 2002,  o Programa Escrevendo o Futuro (Cenpec).

Sob a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, a iniciativa é voltada para ações de formação presencial e a distância. O programa disponibiliza materiais com orientações pedagógicas e promoção da reflexão sobre práticas educativas.

Em 2008, o programa foi ampliado a partir de uma parceria com o Ministério da Educação para a criação da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, um concurso de produção de textos entre alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª a 3ª série do Ensino Médio.

Nesta edição, a Olimpíada reforça a valorização da interação de crianças e jovens com seu território, e retoma o tema “O lugar onde vivo”. Assim, para participar do concurso, o estudante deve resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, o que contribui para o desenvolvimento de sua cidadania.

Esta noticia já foi lida221 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *