Sítio Arqueológico é tema de ação interdisciplinar em escola de São Mateus ES

16:21 h

Estudantes compartilham descobertas sobre sociedades indígenas brasileiras.

Os alunos da Escola de Tempo Integral Marita Motta Santos, em São Mateus, participaram, nessa terça-feira (14), do projeto ‘Sítio Arqueológico’. De forma interdisciplinar, envolvendo as ddisciplinas de História, Química, Filosofia, Sociologia, Língua Portuguesa, Inglês e Espanhol, a atividade resultou em trabalhos voltados à pré-história, com enfoque nos povos ameríndios e sociedades indígenas brasileiras.

Todo o conteúdo foi desenvolvido nas aulas durante o primeiro trimestre, com as turmas da 1ª série do Ensino Médio. Além das aulas em horário escolar, uma das atividades realizadas foi a aula de campo no Museu de São Mateus, quando os estudantes tiveram contato com achados arqueológicos reais.

A partir de todos os estudos realizados pelos alunos, organizados em grupos, eles transformaram a pesquisa em interação, compartilhando suas descobertas com as demais turmas da escola. Eles aprenderam sobre a melhor textura para trabalhar com o barro e criaram réplicas de vasos, urnas funerárias, estátuas, armas e vários outros objetos referentes ao período histórico estudado.

Tudo ganhou legenda tanto em língua portuguesa, inglesa e espanhola. Foram sete professores envolvidos diretamente à proposta e mais de vinte grupos abordaram desde o Australopithecus até as descobertas sobre as sociedades indígenas que fizeram parte da constituição da história do povo mateense.

Uma das professoras envolvidas, Deijane Ribeiro, que atua como professora e coordenadora da área de linguagem, avalia a proposta como “uma grande oportunidade para que toda escola aprendesse mais sobre a história do município, potencializando os projetos de vida dos estudantes”.

A diretora da escola, Bruna Bonomo Graciano, destacou que “a ação Sítio Arqueológico, foi uma proposta pedagógica potencializadora neste primeiro trimestre, pois além de envolver diferentes disciplinas, possibilitou aos estudantes o conhecimento sobre a história do próprio município. Além disso, as metodologias dinamizaram a transmissão do conteúdo, certamente favorecendo a aprendizagem dos estudantes.

Esta noticia já foi lida34 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *