Coronavírus: 90 mil bares e restaurantes podem fechar no ES

Devido à falta de movimento nas ruas com pessoas evitando sair de casa, muitos comerciantes estão enfrentando problemas para se manter abertos.

(A GAZETA) – As ruas estão quase vazias e quem trabalha com bares e restaurantes vem sentido diretamente o impacto. De acordo com projeções do Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo (Sindbares), cerca de 60% dos estabelecimentos comerciais devem fechar devido à falta de movimento causada pelas medidas para conter o avanço do coronavírus (Covid-19). O percentual representa 90 mil estabelecimentos no Estado.

Segundo o presidente da entidade, Rodrigo Vervolet, com a redução da circulação de pessoas nas ruas, os estabelecimentos estão tendo dificuldades financeiras.

“Estimamos que cerca de 14 mil pessoas já foram desligadas e o número ainda não é maior por estarmos aguardando as medidas de auxílio dos governos. Se permanecerem as restrições por mais alguns dias, cerca de 60% dos estabelecimentos não conseguirão retornar”, afirmou. Isso representa, segundo ele, 90 mil bares e restaurantes.

Restaurantes e lanchonetes no Espírito Santo podem funcionar apenas até às 14 horas. Já os bares e o comércio em geral não podem funcionar. A mudança faz parte de um decreto estadual com medidas para conter o avanço dos casos de coronavírus no Estado.

Além desse setor, outros estão proibidos de funcionar em horário integral, como é o caso das
academias.

Esta noticia já foi lida807 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *