Mais um sem terra é assassinado a golpes de facão em assentamento de Mucuri

Na manhã deste domingo, dia 22 de setembro, um homem, ainda não identificado, residente no Assentamento Lagoa Bonita, zona rural de Mucuri, foi morto a golpes de facão às margens de um córrego que passa próximo à comunidade, ligada ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Segundo os primeiros relatos a vítima estava em sua residência e foi chamada por um outro assentado para que levasse cachaça para um amigo, onde todos consumiriam a bebida alcoólica. Pouco tempo depois o sem terra foi encontrado morto com golpes extensos provados por facão em um local de difícil acesso.

Outro

Esse é o segundo caso em menos de dez dias, que um trabalhador rural sem terra é assassinado em Mucuri. Na sexta-feira, dia 13 de setembro, Juraci Ferreira Santos, de 46 anos, foi morto também a golpes de facão no Assentamento Jequetibá.

Segundo informações de testemunhas, Juraci estava acompanhado de outros dois homens e após um desentendimento fora atacado por um deles. A vítima chegou a ser socorrida ao Hospital São José, em Itabatã, mas não resistiu.

Não há informações sobre identificação ou prisão dos assassinos. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), informa que não permite a entrada de bebidas alcoólicas nos assentamentos ou acampamentos, mas como os lotes são distantes uns dos outros, essa fiscalização torna-se quase impossível.

Com informações Teixeira Hoje.

Esta noticia já foi lida222 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *