Em meio ao forte conservadorismo, Sarajevo recebe a 1ª parada LGBT da Bósnia

Ainda marcada pela guerra étnica entre muçulmanos, sérvios e croatas de 1992 a 1995, que deixou cerca de 100 mil mortos, a Bósnia-Herzegovina é a única república ex-iugoslava que nunca realizou uma manifestação em defesa dos direitos LGBT, o que vai mudar neste domingo, com a primeira parada gay de Sarajevo.

Rodeado de grande expectativa, o evento ocorre em meio a fortes medidas de segurança, com cerca de 1.200 policiais mobilizados pelas ruas da capital. Por causa do desfile, associações religiosas e conservadoras realizaram no sábado várias manifestações contra o ato, uma delas chamada “Dia da família tradicional”.

Com informações da Agência EFE.

Esta noticia já foi lida345 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *