Globo amplia espaço para reprises e enfraquece programação

17:23 h

Para tapar o buraco deixado pelo Vídeo Show, que foi extinto às pressas, a Globo tratou de escalar o “tapa-buracos” O Álbum da Grande Família. A atração nada mais é que um repeteco das aventuras da família Silva, na comédia que fez muito sucesso entre 2001 e 2014 nas noites de quinta-feira. Assim, o canal líder de audiência apresenta duas reprises seguidas em suas tardes, já que O Álbum da Grande Família precede o clássico Vale a Pena Ver de Novo, que reapresenta a novela Cordel Encantado.

Além das reprises exibidas de segunda a sexta-feira, a Globo tem também uma faixa de reprises aos sábados. A Sessão Comédia foi criada em 2015, na ocasião em que o extinto Estrelas, de Angélica, mudou de horário e deixou uma lacuna na grade. Assim, foi criada a faixa que reapresenta humorísticos. Os Caras de Pau já foi exibido ali. Atualmente, Sai de Baixo é a atração do horário.

Três reprises na grade parece pouco, se comparado a outros canais abertos. O SBT e a Record TV, por exemplo, reprisam três novelas na programação diária. A emissora de Silvio Santos reapresenta Teresa, Carrossel e Cúmplices de um Resgate. Já a Record reexibe Bela, a Feia, Essas Mulheres e A Terra Prometida. No entanto, este número de espaço para reprises é uma novidade na programação da Globo. A emissora sempre afirmou que dá preferência a produtos inéditos em sua grade. Assim, este excesso de reprises demonstra que o canal tem encontrado dificuldades em emplacar novidades nestes horários.

Sai de Baixo

Neste contexto, o grande destaque é a reprise de Sai de Baixo. O humorístico foi exibido originalmente entre 1996 e 2002, ou seja, terminou há 17 anos. Mas, mesmo assim, tem um apelo que impressiona. Tanto que, quando foi relançado na Sessão Comédia, em 2017, era exibido apenas um episódio por sábado, e várias praças da Globo nem o exibia. Mas logo o espaço foi ampliado, com dois episódios em sequência, sendo que o segundo é exibido em rede nacional.

Dois anos depois da reestreia, o sucesso da reapresentação do programa continua. No último sábado (02), por exemplo, Sai de Baixo registrou índices de audiência superiores aos programas que vieram a seguir, o Tá Brincando e o Caldeirão do Huck. Ou seja, foi o programa mais visto das tardes de sábado da Globo.

Mais uma vez, fica exposta a dificuldade em se emplacar programas inéditos. Quando um programa feito há 20 anos tem mais público que as atrações que vêm na sequência, alguma coisa está bem errada. Com informações do Observatório da Televisão.

Esta noticia já foi lida63 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *