Polícia prende suspeitos em táxi do tráfico no Balneário de Guriri em São Mateus

De acordo com as apreensões que ocorrem durante as festividades no Balneário, muitos traficantes estão comercializando drogas em toda extensão.

Na madrugada de sábado (18) em um patrulhamento preventivo na Avenida Nova Venécia, no Balneário de Guriri, em São Mateus, os militares, avistaram um um veículo táxi com 5 indivíduos parado em atitude suspeita.

Após abordagem foram encontrados 68 frascos pequenos de substância semelhante ao Loló, 14 frascos grandes da mesma substância, 03 buchas de maconha, e R$139,00 em dinheiro(espécie) e um aparelho de celular marca Motorola G4, estando divido da seguinte forma entre os indivíduos: com P.H.R.R., de 19 anos, estava uma cédula R$20,00, o aparelho celular e uma bolsa preta e rosa com 14 frascos pequenos de loló e 8 frascos grandes da mesma substância, e com o meno M.A.D.S., de 16 anos, estava com 04 frascos pequenos da substância e R$12,00 em dinheiro, já com J.V.C.D.S., de 20 anos, estava com 13 frascos pequenos de loló, 02 frascos grandes da substancia, 03 buchas de maconha e R$10,00 em dinheiro, restava com uma bolsa preta com 37 frascos pequenos, 04 frascos grandes da substância e R$97,00 em dinheiro.

Segundo os militares, após a abordagem, o menor M.A.D.S., de 16 anos, foi conduzido ao DPJ no banco traseiro da viatura e os demais, no compartimento de segurança, sendo entregues sem lesões, juntamente com todo o material apreendido. Não foi necessário o uso de algemas na condução dos indivíduos.

O menor M.A.D.S., informou aos militares, que estava auxiliando os demais rapazes nas vendas das drogas nas festividades que ocorriam no balneário.

Quanto ao taxista, identificado como L.D.S.S., segundo os militares, identificou que após pedir a documentação pessoal, o mesmo se encontrava com a habilitação vencida desde 2016. De acordo com as informações, as medidas administrativas cabíveis foram realizadas no local, contra o taxista.

De acordo com o BU, foram detidos G.D.S.B., de 21 anos, T. ou R.D.S.C., de 19 anos, J.V.C.D.S, de 20 anos, P.H.R.R., de 19 anos, e o menor M.A.D.S., de 16 anos. Vale ressaltar, que os militares não informaram também em BU, se o taxista era de São Mateus ou de alguma cidade vizinha, e quanto a sua idade, e nem o modelo do veículo ou a sua placa.

Esta noticia já foi lida815 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *