Tiros, correria, feridos e morte na quadra poliesportiva em Jaguaré ES

08:58 h

Na noite desta quinta-feira (25), a polícia militar foi acionada por volta das 22h20, para atender à uma ocorrência de disparos de arma de fogo no município de Jaguaré.

De acordo com as informações, o fato aconteceu em uma quadra poliesportiva que fica localizada no bairro São Roque do município, onde várias pessoas foram atingidas por homens não identificados.

Segundo ainda com as informações do militares, após chegarem ao local, se depararam com uma vitima que estava caída no interior da quadra, e que o mesmo apresentava sinais vitais. Os militares imediatamente acionaram uma ambulância para socorrer o mesmo, e que foi identificado pelo nome de A.F., e logo foi socorrido para o hospital local.

De acordo ainda com as informações, os militares que atenderam a ocorrência, receberam a informação, que duas vitimas do atentado, deram entrada no hospital local, e que após chegarem na unidade foram informados pelo médico plantonista que uma das vitimas A.F.V. não possuía sinais vitais, sendo constatado o óbito.

Ainda prosseguindo com as informações, os militares foram informados pelo irmão de uma das vítimas, que A.F.V., estava sentado de costas dentro da quadra no alambrado onde tem um portão de entrada assistindo à uma partida de futebol, quando dois elementos chegaram atirando, onde a vitima A.F.V. foi alvejado, pelos meliantes que estavam um com um revólver, e o outro com uma pistola.

Segundo o irmão da vitima, que  informou aos militares, após os disparos, os meliantes atingiu uma mulher na panturrilha esquerda, e um outro homem, logo em seguida os mesmos fugiram em uma motocicleta.

No hospital após os relatos do irmão de A.F.V., os militares receberam a informação da vitima L.B.N, que não ele  teve como se defender dos disparos, e não chegou a ver os acusados que praticou o ato, que logo após o inicio do tiroteio, quando foi ferido, tentou se levantar e correr, porém logo caiu sem reação.

Segundo L.B.N, mesmo caído observou, que os acusados após ter atingido A.F.V., continuaram atirando mesmo depois da vitima ter caído no chão, e logo, correram em seguida.

Uma outra vitima relatou aos militares que estava do outro lado da quadra, jogando futebol quando ouviu os disparos, que não chegou a ver os acusados, e que logo após ouvir os estampidos, saiu correndo, e só percebeu que foi atingido quando conseguiu chegar do lado de fora da quadra.

Diante dos fatos ocorrido, os militares registraram o B.O, mas ninguém que estava presente soube informar detalhes dos acusado que causou a morte de uma pessoa, e deixou outros feridos no local.

O vigia da escola e da quadra, informaram aos militares que não viram nada, apenas ouviu os disparos e logo correu para o interior do prédio escolar. No local dos fatos foram recolhidas onze capsulas deflagradas e pedaços de projétil.

Os militares depois das informações colhidas, se encaminharam até ao hospital, onde foram informados pelo médico plantonista, que a vitima A.F.V., foi encontrado dezesseis perfurações em todo o corpo, não sabendo informar a entrada ou saída dos projéteis.

Esta noticia já foi lida1193 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *