Deputado Torino Marques quer o forró como bem cultural e imaterial do ES

O forró pode ser consagrado como um bem cultural imaterial do Espírito Santo. A Comissão de Cultura e Comunicação Social da Assembléia promoveu uma reunião na manhã desta segunda-feira com este objetivo. O próximo passo será a audiência pública, dia 3 de setembro, das 19 às 21h, no Plenário Dirceu Cardoso.

A Comissão, presidida pelo deputado Torino Marques, conta com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, que está mapeando as Matrizes do Forró de Raiz no Espírito Santo dentro do Projeto de Reconhecimento do Ritmo como Patrimônio Cultural do Brasil.

MMG informatica EAD

Uma das pessoas convidadas para o debate foi Elisa Machado Taveira, Superintendente do IPHAN, para discorrer sobre o assunto. A pequena Vila de Itaunas, localizada na região norte do Estado é considerada como o coração do forró do Espírito Santo, e também um importante centro para este ritmo no País.

Para o deputado Torino, “o Forró de Itaunas se consolida não só como espaço de revelação de novos grupos, mas também como ponto de apresentação das principais bandas do forró-pé-de-serra, tanto os da nova geração como com a reapresentação de grupos antigos e tradicionais.

Fonte: Assessoria do Deputado

Esta noticia já foi lida597 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *