Deputado Torino Marques quer o forró como bem cultural e imaterial do ES

O forró pode ser consagrado como um bem cultural imaterial do Espírito Santo. A Comissão de Cultura e Comunicação Social da Assembléia promoveu uma reunião na manhã desta segunda-feira com este objetivo. O próximo passo será a audiência pública, dia 3 de setembro, das 19 às 21h, no Plenário Dirceu Cardoso.

A Comissão, presidida pelo deputado Torino Marques, conta com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, que está mapeando as Matrizes do Forró de Raiz no Espírito Santo dentro do Projeto de Reconhecimento do Ritmo como Patrimônio Cultural do Brasil.

Uma das pessoas convidadas para o debate foi Elisa Machado Taveira, Superintendente do IPHAN, para discorrer sobre o assunto. A pequena Vila de Itaunas, localizada na região norte do Estado é considerada como o coração do forró do Espírito Santo, e também um importante centro para este ritmo no País.

Para o deputado Torino, “o Forró de Itaunas se consolida não só como espaço de revelação de novos grupos, mas também como ponto de apresentação das principais bandas do forró-pé-de-serra, tanto os da nova geração como com a reapresentação de grupos antigos e tradicionais.

Fonte: Assessoria do Deputado

Esta noticia já foi lida477 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *