Presidente da cooperativa de taxi busca solução contra aplicativo ilegal em São Mateus

O Presidente da cooperativa dos taxistas em São Mateus o Sr Sidinei Alves está buscando uma solução contra o aplicativo Rotacar, que atua ilegalmente no municipio, sem autorização para explorar o transporte público.

Segundo ele, as pessoas que trabalham com   aplicativo , alegam uma lei que da direito ao uso do serviço, mas eles esquecem que a lei diz que tem que ter autorização do município para atuar, desde que todos os impostos sejam pagos, como determina a lei, disse ele.

SIlidenei faz uma observação; segundo ele, esse aplicativo também afronta a fiscalização. segundo ele a cada dia aumenta o numero de veículos trabalhando sem  nenhuma fiscalização, haja vista que eles não tem número de registro junto os órgãos competentes, simplesmente colam um adesivo na porta, e sem nenhuma restrição, colocam veículos para circularem transportando pessoas sem nenhuma fiscalização.

Ou seja, diz o Presidente da cooperativa, motoristas que não são qualificado ao transporte, colocando a vida de pessoas em risco, sem qualquer cuidado, onde o responsável cobra somente um valor de R$ 30,00 por semana de cada veículo.

A secretaria precisa rever essa situação, antes que uma tragédia venha acontecer, e a conta cair sobre a prefeitura, pois por falta de fiscalizar os mesmos, e saber se de fato os motoristas estão corretamente apto ao transporte, e co isso os veículos do aplicativo, circulam sem nenhum problema.

O curioso é que esse aplicativo, está usando os seus veículos por via telefone, pois a lei que eles alegam favorecer tais, diz que o serviço só pode ser usado, onde a chamada tem que ser via aplicativo, é o que não está acontecendo, segundo presidente da cooperativa, o aplicativo Rotacar, não tem disponibilidade para chamadas no próprio serviço, e que eles usam um grupo de Whatsapp, para dirigir os contatos para ser realizadas as corridas em São Mateus.

Com isso os mesmos se torna ilegal, agindo dessa forma, e segundo ainda o presidente dos taxistas, a secretaria precisa fiscalizar esse serviço que já foi declarado ilegal no municipio por não ser regularizado, finalizou.

Esta noticia já foi lida2032 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *