Aracaju é primeira capital brasileira a tornar processos públicos 100% digitais

11:46 h

A prefeitura de Aracaju (SE) está promovendo uma informatização completa dos serviços prestados por todos os órgãos e secretarias do Poder Executivo Municipal. Com a inovação, o município será a primeira capital do Brasil a adotar uma comunicação pública 100% digital.

O projeto, chamado AjuInteliGENTE, tem como principal objetivo inovar e melhorar a eficiência do atendimento da prefeitura à população. A medida teve início oficial nesta terça-feira, 14, e está sendo aplicada em parceria com a 1Doc, empresa de soluções tecnológicas governamentais.

A aplicação da tecnologia digital na gestão pública visa à economia de recursos financeiros, materiais e humanos e à transparência e acesso à informação para todos os cidadãos. Com a gestão totalmente digital, a comunicação dos moradores da cidade com o poder municipal poderá ser feita a qualquer hora direto de casa. A expectativa é que os mais de 650 mil habitantes de Aracaju tenham acesso a serviços mais ágeis, transparentes e eficientes.

De acordo com estimativas preliminares, a informatização de todos os processos da gestão pública municipal deve gerar uma economia de mais de R$ 190 mil por mês. Isso acontece por eliminar os gastos diretos e indiretos com o uso do papel.

Para o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, a iniciativa torna a cidade mais humana, inteligente e criativa. “O maior ganho é seu caráter democrático, uma vez que empodera os cidadãos e promove o acesso direto aos serviços da cidade. O resultado é uma Aracaju mais moderna e inteligente”, observa o prefeito.

A primeira etapa de informatização dos processos da gestão de Aracaju contemplará os órgãos com maiores demandas da população. Dentre as pastas, estão a Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão, a Secretaria Municipal da Fazenda, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social, além da Empresa Municipal de Serviços Urbanos, a Empresa Municipal de Urbanização e a Controladoria Geral do Município.

De acordo com a secretaria de administração da cidade, estima-se que em 12 meses todas as secretárias do município estarão integradas. Memorandos, circulares, pedidos de ouvidoria, registro de protocolos e processos e liberação de alvarás serão alguns dos primeiros documentos e procedimentos digitalizados pela iniciativa, bem como a implementação de assinaturas digitais.

Esta noticia já foi lida29 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *