Alunos do Ifes de Cachoeiro de Itapemirim, criam app para divulgar artesanato capixaba

Ideia surgiu durante o desafio proposto pela Aderes. O aplicativo funciona como uma espécie de catálogo online que aproxima artesãos de clientes.

Três alunos do curso de Sistemas da Informação do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, desenvolveram um aplicativo para divulgar o artesanato capixaba. A criação venceu uma competição promovida pela Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e promete aproximar artesãos e clientes de forma rápida e fácil.

A ideia surgiu durante o desafio proposto pela Aderes. Os alunos tiveram três horas para pensar no projeto e, depois, mais três meses para desenvolvê-lo. O aplicativo funciona como uma espécie de catálogo online.

“A gente abre a tela inicial e já se depara com todos os artesãos plotados no mapa do Espírito Santo. O cliente vai poder ter acesso a todos os artesãos com a localização atual deles. Quando você clica e escolhe o artesão, já abre uma tela contendo as informações”, explicou o estudante Fernando Gomes.

Os criadores do aplicativo contam que foi necessário pesquisar sobre o universo do artesanato para encontrar a melhor maneira de ajudar os profissionais.

“Talvez tenha sido uma das maiores dificuldades entender qual era a necessidade, a questão da carteira de artesão, que a gente não tinha ideia de como funcionava”, disse Douglas Gusson.

Para conseguir concluir a prova, contaram com ajuda orientação dos professores. “Nós fizemos várias bancas durante o processo para poder orientá-los, tanto na parte de desenvolvimento quanto na parte de apresentação”, contou o professor Flávio Ido.

“Já era esperado que eles iriam longe, eles são aplicados, alunos de destaque do Ifes, então não é nenhuma novidade que tenham conseguido alcançar esse resultado”, completou.

O lançamento do aplicativo aconteceu no final de semana, em uma feira de artesanato realizada na Grande Vitória. Agora, os alunos pensam em criar novos aplicativos, para continuar facilitando a vida dos capixabas.

“A gente já tem alguns e agora é tocar a bola para frente, criar mais aplicativos”, disse Leandro de Oliveira.

Com informações Portal G1.

Esta noticia já foi lida480 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *