7º Festival Internacional de Música Clássica homenageia a Bossa Nova na Paraíba

Evento gratuito começou neste domingo (24) e vai até o próximo sábado (30)

Neste domingo (24), todo o encanto e beleza do Centro Histórico de João Pessoa (PB) está sendo palco para recitais, sonatas e concertos do 7º Festival Internacional de Música Clássica. O evento vai unir grandes nomes da música erudita em apresentações que prestarão uma homenagem à Bossa Nova. O festival reunirá artistas de 11 países também em masterclasses, deixando um legado de conhecimento e aprendizado para os artistas paraibanos.

Realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio da Fundação Cultural (Funjope), o Festival chega ao sétimo ano consecutivo de realização, integrando a ação ‘Cidade que tem mais oportunidades’, como parte do calendário de atrações de fim de ano para estimular a economia da capital da Paraíba, reconhecida pela Unesco como cidade criativa.

Durante os sete dias de evento, o Festival Internacional de Música Clássica contará com 22 concertos e mais de 30 atrações musicais. Como cenários para as apresentações estão o Centro Cultural São Francisco, a Igreja São Bento, a Igreja Nossa Senhora do Carmo, a Primeira Igreja Batista, o Hotel Globo, a Casa da Pólvora e o Novo Parque da Lagoa. Os pessoenses e turistas poderão conferir detalhadamente toda a programação do Festival, no link: www.musicaclassica.joaopessoa.pb.gov.br/.

O Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressaltou que o Brasil representa o 9º país em atrativos culturais do mundo e que o festival fortalece a identidade cultural do país. “João Pessoa é um polo turístico e cultural, atrai milhares de turistas todos os anos. O Festival Internacional de Música Clássica ajuda a disseminar nossa cultura unindo música e patrimônio histórico. Promove os artistas e agrega significado aos pontos turísticos, atrai turistas, moradores e movimenta a economia“, conclui o ministro.

O prefeito da cidade, Luciano Cartaxo, afirma que a capital paraibana vem investindo na diversificação de atrativos turísticos. “João Pessoa tornou-se uma referência na ocupação de centros históricos para o Brasil. Primeiro, fizemos o novo Parque da Lagoa e o Hotel Globo. Depois, a programação cultural permanente do AnimaCentro, junto com a sétima edição do Festival Internacional de Música Clássica, um dos mais importantes da música erudita do Nordeste. Possuímos diversas atrações e é por isso que o lugar onde a cidade nasceu agora aponta para um novo futuro, movimentando a economia e atraindo ainda mais turistas e artistas”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

A programação do 7º Festival de Música Clássica tem início às 19h deste domingo (24) na Igreja São Francisco, com um tributo à Bossa Nova com a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa e o Quarteto Jobim, com regência do maestro Laércio Diniz. Formado por Daniel Jobim (voz e piano), Paulo Jobim (violão), Jaques Morelembaum (violoncelo) e Paulo Braga (bateria), e um repertório baseado na obra de Tom Jobim, a abertura apresentará clássicos como Chega de Saudade, Samba do Avião, Garota de Ipanema e Águas de Março.

A partir da segunda-feira (25), terão início as masterclasses, sempre às 10h, no Hotel Globo, com aulas de violino, violoncelo, viola, piano e violão. Os concertos acontecem às 14h30, 16h, 18h e 20h, nos diversos polos de apresentações, reunindo músicos do Brasil, Lituânia, Alemanha, França, Rússia, Argentina, Bulgária, Bielorrúsia, Espanha, Inglaterra e Holanda. O encerramento acontece no sábado (30), a partir das 17h, no Novo Parque da Lagoa, com a Orquestra Sinfônica de João Pessoa e a convidada especial, a cantora Leila Pinheiro, trazendo novamente clássicos da Bossa Nova.

Esta noticia já foi lida1463 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *